domingo, 11 de novembro de 2007

Porque hoje é dia de S. Martinho


BOLO DE S. MARTINHO

Ingredientes:

6 ovos
300 gr. de açúcar
200 gr. de farinha
1 colher de sopa de canela
1 colher de chá de pó Royal
1 colher de sopa de mel
1 cálice de vinho do Porto
1 pacote de natas
½ copo de óleo
1 chávena de nozes e amêndoas partidas.

Misturar as gemas com o açúcar; juntar a canela, o mel e o vinho do Porto, as natas e o óleo e mexer muito bem. Acrescentar a farinha com o pó Royal, continuando a mexer e de seguida juntar as amêndoas e as nozes. Por fim misturar e envolver as claras em castelo.
Untar a forma com manteiga e polvilhar com farinha. Cozer em forno médio aproximadamente durante 50 minutos.

Martinho de Tours nasceu em 316 na Alta Panónia (Hungria); em 331 alistou-se no exército romano; em 339 deixou o exército e juntou-se a Stº. Hilário de Poitiers; em 372 foi nomeado bispo de Tours; em 397 morreu em Candes, perto de Tours. Mais de 2000 monges acompanharam o seu corpo no regresso a Tours.

Dia de festa: 11 de Novembro
Padroados: pobreza; soldados; cavalos; cavaleiros; gansos; viticultores.
Emblemas: globo de fogo; gansos.

No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho.

4 comentários:

São gregório disse...

DIA DE S.MARTINHO...
OBRIGADO PELA RECEITA!
VOU EXPERIMENTAR...
ESTOU"FARTA" DE CASTANHAS!
AMANHÃ DIGO COMO SAIU A EXPERIÊNCIA!
FALTA-ME UM CÁLICE DE VINHO DOCE POR CERTO PARA ACOMPANHAR...
BEM HAJAM

Anónimo disse...

Não posso concordar com essa história de ir à adega provar o vinho, é anti-pedagógico!a solução será bebê-lo logo de uma vez para que os menores de 50 anos se sintam tentados a espreitar na pipa, não de massa, mas daquele néctar digno de Baco em pessoa!
Quanto ao bolo, bem já experimentei e é realmente divinal, até o mais puro dos anjos vai cair em tentação, quanto mais eu!...

José A. Vaz disse...

cara anónima, concordo plenamente consigo, já me aconteceu no século passado ter provado directamente da pipa mais do que devia (desculpe a referência pedagogicamente incorrecta para menores de 50 anos)foi por isso que deixei de acreditar em Baco e me tornei monoteísta; a transubstanciação do pão e do vinho é que nos traz realmente a salvação.
Ainda havemos de provar outra vez o bolo divinal. shalom aleikhem.

Anónimo disse...

Com tanto "laissez-faire" à solta não admira que estejamos a atravessar uma crise de valoresespirituais e monetários!... Francamente,senhor doutor, pão e vinho misturados, é por isso que anda sempre a pavonear-se pela escola com o seu sorriso de orelha a orelha, deve ser para aliviar a fermentação causada por mistura tão explosiva! Pois continue, continue e vai ver onde vai parar! Já agora, qiando parar, beba um chá de camomila, de forma a preparar-se para mais uma ronda de comezainas! Até breve!...