sábado, 26 de abril de 2008

E se, de repente, lhe oferecessem flores?



Ainda a propósito do Dia Mundial do Livro (23 de Abril) queremos desvendar um mistério. Na quarta-feira cerca de 30 meninas e senhoras saíram da nossa escola com uma gerbera vermelha na mão. Porquê? A resposta vem aí...






Lenda de S. Jorge (versão divulgada na Catalunha)
Há muitos anos, um terrível Dragão aterrorizava os habitantes de uma aldeia da Catalunha, chamada Montblanc. O dragão causava estragos entre a população e devorava os animais da aldeia, até que um dia os comeu todos.Então, para acalmar a ira do dragão, os habitantes decidiram que cada dia sacrificariam uma pessoa, escolhida ao acaso e a ofereciam ao dragão como prova de boa vontade. Até que um dia a pessoa que foi escolhida para ser sacrificada foi a filha do Rei. Quando estava quase a ser engolida pelo dragão, apareceu um valente cavaleiro que enfrentou a maldita besta. Era São Jorge. Cravou uma lança no dragão e o sangue derramado originou um roseiral de rosas vermelhas.Desde então é costume na Catalunha oferecer uma rosa à pessoa que se se ama.São Jorge – San Jordi, patrono da Catalunha, converteu–se no símbolo do território Catalão.


Dia Mundial do Livro (tradição catalã)
O dia de S. Jorge, patrono da Catalunha, é um dia em que se celebra uma das tradições catalãs mais fortes e enraizadas, coincidente com o dia 23 de Abril – Dia Mundial do Livro.
As pessoas que têm um laço de amor, amizade ou, simplesmente, se querem oferecem um livro e uma rosa como demonstração desse amor, amizade. Geralmente os homens oferecem a rosa e as mulheres oferecem o livro. Neste dia, a cidade de Barcelona enche-se de rosas e bancadas de livros, onde também se podem encontrar famosos autores a darem autógrafos.A rosa mais vendida neste dia é a rosa vermelha.

Fonte: http://mariateresapereira.blogspot.com/2007_04_26_archive.html
O Centro de Recursos Poeta José Fanha quis, então, associar-se a esta tradição, embora a tenha transformado um pouco. Foi com todo o prazer que oferecemos, no Dia Mundial do Livro, às cerca de 30 primeiras meninas ou mulheres que adquiriram um livro na nossa Feira (para as próprias ou talvez para oferecer a alguém de quem gostem em especial…) uma gerbera.

1 comentário:

yoseph disse...

Em homenagem ao valente e mui destemido S. Jorge, para o ano vejam lá se pensam em oferecer alguma coisa aos meninos (grandes e pequenos). É que isto de matar dragões dá o seu trabalho...