domingo, 22 de junho de 2008

Creature Creator

Spore

Para os aprendizes de ciência, fãs de jogos de simulação, amantes de brinquedos digitais e apaixonados pelas tendências de evolução do mundo digital, vida artificial, realidade aumentada, realidade virtual e as infinitas possibilidades da sociedade da informação, está prestes a sair um novo e viciante jogo: o Spore. A premissa do jogo é simples: fazer evoluir criaturas a partir do estado de organismo unicelular até à conquista do espaço. Apenas. O jogo está a ser criado por Will Wright, autor de alguns dos melhores jogos de sempre, como Sim City, Sim City Societies ou The Sims. Comum aos jogos de Will Wright está o gosto pela gestão de ambientes, a manipulação de variáveis e gestão dos seus resultados, e o brincar com sistemas complexos aprendendo lições que são úteis na vida real. Estes jogos são abertos, sem objectivos definidos, e desafiam o jogador a construir e a gerir mundos complexos. E são... viciantes, como bons desafios à inteligência.

Spore será aquilo que Sim Earth poderia ter sido se na altura em que foi criado a potência gráfica dos computadores fosse a de que dispomos hoje. Spore será um jogo que reúne elementos dos restantes jogos de Will Wright, simulando mundos desde a fase unicelular até à conquiista galáctica. Permite criar um ecossistema do microscópio ao macroscópio, fazer evoluir as criaturas e suas civilizações ao longo de cinco fases (Célula, Criatura, Tribo, Civilização e Espaço), e através da internet explorar e partilhar os mundos virtuais criados por outros jogadores. O interesse e a expectativa, são enormes.



O jogo estará disponível em Setembro. Até lá, experimentem o Creature Creator, que permite criar criaturas para o jogo. É muito interessante, permitindo-nos manipular seres virtuais em busca das melhores combinações de capacidades, elementos estéticos e formas biológicas. Podem encontrar uma galeria de simpáticas, estranhas, bizarras e divertidas criaturas criadas no Creature Editor.

(Cuidado: o Creature Editor é um download de 200 megabytes, e que ao instalar vai pedir a versão mais actual do DirectX, o que implicará outro download de mais 30 megabytes e uma verificação da legitimidade da vossa cópia do windows.)

2 comentários:

José A. Vaz disse...

e não existe o perigo dessas bizarras criaturas se revoltarem contra o seu criador? é que não deve ser nada agradável ser tragado por um alien...

Artur disse...

Cuidado: avista-se uma alcateia de pixels de dentuça afiada. Puxem das caçadeiras.